E lá vem mais um!

sábado, 6 de março de 2010

gato-emputecido

Sabe, eu costumo ficar muito feliz ao lembrar que a web (ainda) é um meio de comunicação predominantemente escrito. Confesso que sentiria vergonha se tivesse que exibir publicamente a sensação de desapontamento estampada em meu semblante quando me deparei com tão abominável notícia.

Sim. O Cemitério Maldito vai mesmo ganhar um remake. 

Eu sei que tornou-se um clichê falar de mal de futuros remakes e que muita gente o faz apenas como piada, mas desta vez é sério. Por que, Senhor? Qual é a necessidade de se refilmar O Cemitério Maldito? Normalmente remakes tem a intenção de atualizar uma obra ou adicionar à ela algo que possa ter faltado anteriormente. Atualizar não precisa, o filme é de 1989. Então, de novo, por que cargas d’água recontar uma história que simplesmente não tem qualquer motivo para ser recontada? Será que a mão do próprio criador, Stephen King, não foi suficiente?

Enfim né, a notícia é a seguinte. O Matthew Greenberg, que escreveu o roteiro adaptando para os cinemas 1408, outro conto de Stephen King, será o responsável pelo novo script sob a produção de Lorenzo di Bonaventura (Transformers: A Vingança dos Derrotados, G.I. Joe) e Steven Schneider (Atividade Paranormal). Ainda não há nada definido, mas rolou um boato de que George Clooney estaria interessado em fazer parte da nova versão.

gage-creed

O Cemitério Maldito diz respeito a uma pacata família, os Creed, que se muda para uma cidade no estado norte-americano do Maine – como todo bom conto de Stephen King – e vive tranquilamente até certo dia, quando o animal de estimação deles, um simpático gatinho, é atropelado em uma movimentada auto-estrada próxima à casa da família. Temendo que sua filha, Ellie, que estava viajando com a mãe, Rachel, e o caçulinha, Gage, descubra o fatídico destino do pobre bichano, o médico Louis Creed resolve seguir o conselho de um vizinho, um senhor muito bacana chamado Jud, e enterrar o finado felino (hehehe) em um cemitério antigo de índios Mic-Mac, que supostamente teria a capacidade sobrenatural de trazer de volta à vida os cadáveres que fossem enterrados por lá. Dito e feito, o gato retorna para casa, porém completamente emputecido, bem diferente do que costumava ser antes do trágico evento. Mas o bicho pega mesmo quando o pequeno Gage também se envolve em um acidente de circunstancias parecidas, obrigando Louis a tomar decisões dignas de se arrepender para o resto da vida.

O filme possuí momentos assustadores, principalmente os que envolvem o garotinho Gage e o fantasmagórico Victor Pascow, um estudante que também teve o azar de morrer atropelado e aparece para Louis gravemente ferido, com o cérebro exposto, em um ótimo trabalho de maquiagem. O Cemitério Maldito também ganha muitos pontos pelo seu final inconclusivo e pessimista, uma das melhores adaptações de King para a tela grande.

Algumas curiosidades:

  • A grafia do título é escrita errada - Pat Sematary ao invés de Pet Cemitery - porque o cemitério de animais era basicamente um local para crianças enterrarem os seus bichinhos, a placa que identifica o lugar foi escrita por uma criança.
  • O ator que interpreta o vizinho gente boa Jud Crandall é nada menos que Fred Gwynne, mundialmente conhecido como o Herman Munster da série “Os Monstros”.
  • Miko Hughes, que interpretou o pequeno Gage, futuramente passaria um novo perrengue nas mãos de Freddy Krueger, ao fazer o papel do filho da Heather Langenkamp em “O Novo Pesadelo – O Retorno de Freddy Krueger”.
  • Stephen King é fã declarado dos Ramones e fez algumas alusões à banda no conto escrito. Já no filme, King fez questão que incluíssem músicas da banda.
  • Os Ramones experimentaram um considerável aumento em sua popularidade mundial justamente com a canção “Pat Sematary”, título do filme e executada durante os créditos finais.
  • Stephen King aparece em uma pequena ponta, interpretando o padre na cena do funeral.
  • A banda norte americana Creed, que fez bastante sucesso no início da década, teve o seu nome baseado na família Creed de O Cemitério Maldito.

victor

6 comentários :

Naylinha ;) disse...

Eu seei o/, eu seei porque vão refilmar... e 'tcharam' é pra ser em 3D... quer apostar?!
hauhauhauaha

Diogo Oliveira disse...

Hereges,não sabem quando parar...eu teho o dvd do filme e ele é foda demais,não há necessidade pra isso.Deve ficar no limbo do equecimento junto com o remake d A Casa de Cera.

Marcel disse...

http://www.youtube.com/watch?v=L6GzVCYqoyY

Eu nunca assisti o filme (até pq não sou muito fã de terror) mas esse clipe do Ramones é fantástico =D

Valéria disse...

Pra q fazer remaque dos classicos? ainda mais os de terror, eles acabam usando tantos efeitos, q fica um lixo, ja vao acabar com o freddy pra q acabar o cemiterio maldito tb?
Povo sem criatividade

duzitoga disse...

keep posting like this it’s really very good idea, you are awesome!

clomid

febowill disse...

Pretty nice post. I just stumbled upon your blog and wanted to say that I have really enjoyed browsing your blog posts. In any case I’ll be subscribing to your feed and I hope you write again soon!

generic nolvadex

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Copyright © 2016. Ninho da Mente