Da série: Queria um emprego assim

sexta-feira, 21 de maio de 2010

jornal

Aqui na região de Campinas circula um jornalzinho bem parecido com o antigo Notícias Populares chamado Notícia Já, ou simplesmente Já. Ele é bastante conhecido porque é baratinho e pode ser encontrado em qualquer canto, inclusive contando com uma equipe própria e uniformizada que vende o dito cujo pelas ruas. Além de tudo isso ainda existem aquelas pessoas que leem e largam o jornal por ai, ou seja, é bem fácil acabar topando com um exemplar pela frente.

A fórmula do negócio é daquelas bem manjadas, porém eficazes. Na capa sempre tem uma manchete “pinga-sangue” do tipo: “Bandidos arrastam criancinha por dez quilômetros”, normalmente acompanhada de alguma notícia relacionada a futebol e também uma foto de uma gostosa seminua qualquer para chamar a atenção. O conteúdo interno é parecido com os jornais normais, variando de informações diversas sobre as cidades da região até horóscopo, televisão e piadinhas.

Mas o barato mesmo é quando você consegue achar os easter-eggs embutidos nas entrelinhas. Às vezes tem coisas que são descritas de forma tão inimaginável e surreal que no mínimo te fazem pensar em que tipo de drogas o autor da matéria estaria usando. Hoje mesmo eu encontrei uma edição do Já jogado em uma mesa lá no meu trabalho - não disse que era fácil? – e ao passar os olhos pela capa acabei me deparando com a seguinte chamada:

Já

Sério agora. Pararam para analisar o teor da narrativa? Veja bem: “Noite Infeliz: Vizinho breca surdo-mudo que iria roubar Papai Noel”(!!). Cara, isso não é uma notícia, é um roteiro hollywoodiano pronto para ser filmado e genialmente escrito em nada menos do que três linhas. Contudo, o mais legal foi quando eu resolvi conferir do que se tratava essa loucura toda. O camarada que publicou a matéria simplesmente teve a manha de achar uma informação que mais parece ter acontecido no país das maravilhas.

Se liga só:

Já2

A comovente história de um assaltante surdo-mudo, analfabeto, sem documentos e com o dedo desgastado pelo uso de crack que tentou roubar o Papai Noel e acabou sendo perdoado. O que é mais estranho nisso? O cara tentar furtar os pertences de um sujeito chamado Natal Papai Noel e ainda ser perdoado ou o cidadão em questão conseguir ter a ideia de querer cometer um crime mesmo com todas essas, digamos, infelicidades proporcionadas pelo destino?

Nesse exato momento você deve estar pensando: Mas ô seu idiota, o que diabos isso tem a ver com querer um emprego? Ora bolas! Imagine sair por aí procurando bizarrices para publicar em um jornal. Ai você acha alguma coisa, entorna uma meia garrafa de whisky, cria uma chamada genial e ainda é pago por isso. Eu ouvi dizer esses tempos atrás que não é mais necessário diploma universitário para exercer a função de jornalista e como eu nunca estudei porcaria nenhuma mesmo, estou jogando o verde:

- Pessoal do Notícia Já, se vocês estiverem procurando por repórteres para suas futuras matérias, meu endereço de e-mail está ai do lado.

5 comentários :

Thita disse...

Eu ri d+ com esse post
DEMAIS!!!!
uahsuahsuahsuashuashuahsuahsuash

Evandro Sal disse...

Boa tirada.... eu tambèm já vi coisas absurdas assim em jornais locais....
Um abraço do SAl
e parabens pelo blog...

Marcel disse...

Huahauhauhauahuaua...aqui em CG esse papel de jornal sensacionalista é feito pelo "Primeira Hora".

Todas as capas do jornal tem que trazer uma tragédia =P

Kaps disse...

RI AAAAAAAAAALTO HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
Meeu senhor aiushdiuashduiahd.
Belos jornais circulam por ae, huh? =p

"ladrão surdo-mudo, analfabeto, sem documentos e com o dedo desgastado pelo uso de crack" IUSHDIAUSHDIAUSHDAIUHDAIUHDA poutz grila. Sei lá, só faltava o cara ser cotoco iahsd.

Mirella disse...

kkkkkkk adorei! apoio total aurrai como jornalista Já!!!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Copyright © 2016. Ninho da Mente